Filha de Hillary a descreve como uma ótima mãe e motivada servidora pública

Por Alana Wise

FILADÉLFIA (Reuters) - Chelsea Clinton subiu ao palco da Convenção Democrata Nacional na quinta-feira para retratar sua mãe, Hillary Clinton, como uma mulher amável, inteligente e brincalhona, qualificada para ser eleita presidente dos Estados Unidos.

Em uma introdução de 12 minutos para um lotado ginásio na Filadélfia, Chelsea Clinton rebateu críticas de que sua mãe é uma burocrata não confiável que se esforça para mostrar compaixão frente a eleitores norte-americanos. 

“Ela é uma mulher motivada por compaixão, por fé, por um feroz senso de justiça e um coração cheio de amor”, disse à multidão a filha única da candidata Hillary Clinton e do ex-presidente dos EUA Bill Clinton.

Hillary subiu ao palco minutos depois para se tornar a primeira mulher a aceitar a nomeação presidencial de um grande partido nos Estados Unidos.

Chelsea, de 36 anos e mãe de dois filhos, foi a última em uma série de oradores na reunião democrata que durou quatro dias, e buscou lançar Hillary como uma pessoa de família antes das eleições presidenciais de 8 de novembro, contra o republicano Donald Trump.

Ela classificou sua mãe como uma pessoa “maravilhosa, pensativa, engraçada” que arrumava tempo durante a infância da filha para ir a recitais de dança e de piano, e olhar para o céu com ela em busca de “formatos nas nuvens”.

“Aquele sentimento de ser valorizada e amada, é isso que minha mãe quer para toda criança. É o sentido da vida dela”, disse Chelsea. 

O presidente Barack Obama, a primeira-dama Michelle Obama e o vice-presidente Joe Biden também deram discursos de apoio a Hillary, classificando-a como uma candidata qualificada para o Salão Oval por conta de sua experiência como ex-secretária de Estado, senadora e primeira-dama, mas também por sua lealdade e compaixão. 

Chelsea Clinton, que tem sido uma personalidade pública desde sua infância, na Casa Branca, assumiu um perfil discreto após o fim do mandato de seu pai, em 2001. Ela se casou com o investidor Marc Mezvinsky e serviu como vice-presidente da filantrópica Clinton Foundation. 

Depois da candidatura de Hillary, Chelsea retornou à vida pública para se envolver na campanha da democrata, cativando apoiadores com histórias de Hillary como mãe e como avó de seus filhos, Charlotte, que completa dois anos em setembro, e do recém-nascido Aidan.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos