Flórida registra evidências de primeira transmissão local de vírus Zika nos EUA

Por Barbara Liston

ORLANDO, Flórida (Reuters) - O governador da Flórida relatou a primeira evidência de transmissão local do vírus Zika na região continental dos Estados Unidos, dizendo que testes de quatro residentes mostraram que eles foram provavelmente infectados por mosquitos.

Segundo o governador Rick Scott, o Estado acredita que a transmissão ativa do vírus estava ocorrendo em uma pequena área de Miami. Testes mostraram que uma mulher e três homens foram infectados, disse Scott.

Embora autoridades de saúde ainda tenham que identificar mosquitos que levam esse vírus, o Estado descartou outros meios de transmissão nesses casos, incluindo viagens para outro país com surto de Zika e contato sexual.

Autoridades de saúde dos EUA têm alertado por meses que a temporada de verão, propícia para mosquitos, deveria ocasionar surtos locais, com Estados no Golfo do México como Flórida, Texas e Louisiana na linha de frente. 

O atual surto de Zika foi primeiramente detectado no Brasil no ano passado, gerando um alerta global em meio à descoberta de que o vírus pode causar microcefalia em bebês, além de outras anormalidades neurológicas.

O Brasil já confirmou mais de 1.600 casos de microcefalia ligados ao vírus Zika em mulheres grávidas.

A chegada do Zika aos EUA acontece com o Congresso em recesso, após fracassar em chegar a um acordo sobre financiamento para utilizar na luta contra o surto. A administração de Obama pediu 1,9 bilhão de dólares para financiar pesquisas, controle de mosquitos e outros esforços de prevenção.

(Reportagem adicional de Ankur Banerjee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos