Fortes chuvas na Índia causam caos no trânsito e inundações

NOVA DÉLHI (Reuters) - Persistentes chuvas torrenciais causaram problemas em grandes cidades na Índia e inundações no nordeste do país, que deixaram pelo menos 12 pessoas mortas, informou o governo federal nesta sexta-feira.  

Cerca de 50 mil pessoas do sul e do leste da Índia foram retiradas de suas casas à medida que tempestades elevaram os níveis de água a patamares perigosos, danificando plantações e causando o colapso de mais de 3.000 casas.

Inundações, um problema anual durante da estação de monções, têm sido agravadas por uma deficiente infraestrutura, bueiros entupidos e descontrolada expansão urbana em um país com uma crescente população, atualmente em 1,3 bilhão de pessoas. 

Milhares de pessoas recorreram às redes sociais para expressar a frustração de passar até 12 horas em um engarrafamento perto da capital Nova Délhi. Trens também sofreram atrasos.

“Levei quatro horas para dirigir 6 quilômetros”, disse Randeep Dev, consultor de um banco em Nova Délhi. “Nossas cidades são um inferno na terra durante as monções.”

Partes da cidade de Bangalore, polo tecnológico no sul do país, e do centro financeiro de Mumbai, na costa oeste, foram inundadas por águas de chuva e esgoto que banhava as ruas. 

Bombeiros em Bangalore utilizaram barcos para resgatar pessoas perto da Cidade da Eletrônica, que abriga empresas de tecnologia e multinacionais como a gigante de terceirização de processos Infosys.

A previsão era de uma nova rodada de pesadas chuvas e inundações, à medida que o governo abria abrigos e aumentava as operações de resgate de emergência. 

(Reportagem de Rupam Jain, Biswajyoti Das em Assam, Gopal Sharma no Nepal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos