Governo vende todo café ofertado em leilão; operação tem ágio de 12%

SÃO PAULO (Reuters) - A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vendeu nesta sexta-feira todas as 67 mil sacas de café ofertadas em leilão dos estoques públicos, em operação que registrou ágio médio de 12 por cento nos lotes negociados e que marcou a retomada de vendas do produto pelo governo federal.

O menor preço de venda foi de 441,86 reais por saca de 60 kg, de um lote de São Paulo, e o maior, de 455,19 reais por saca, em Minas Gerais.

"A oferta do produto vem ao encontro da necessidade de complementar o abastecimento de café para os industriais neste momento em que os preços de mercado estão pressionados pela queda na safra de alguns tipos de café", comentou o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, em nota.

O governo brasileiro autorizou a venda de 50 por cento dos estoques públicos de café --que somam pouco mais de 1,3 milhão de sacas-- em leilões quinzenais para ajudar a reduzir as preocupações com a oferta e os altos preços provocados pela seca, disse a Conab nesta quinta-feira.

O próximo leilão será dia 11 de agosto, com oferta distribuída em Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

((Redação São Paulo 55 11 56447751)) REUTERS RS LC

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos