Forças iraquianas visam Shirqat, um dos últimos passos antes de Mosul

HAJJAJ, Iraque (Reuters) - Milhares de pessoas estão deixando uma cidade ao norte do Iraque controlada pelo Estado Islâmico antes de um ataque planejado pelo governo, que será um grande passo em direção à retomada do bastião militar de Mosul, 100 quilômetros ao norte. 

O primeiro-ministro Haider al-Abadi se comprometeu a recuperar Mosul, capital iraquiana de facto do grupo ultra-radical e a maior cidade em seu califado autoproclamado, até o final de 2016, mais de dois anos depois de ter caído nas mãos de jihadistas.

Avanços recentes contra os militantes trouxeram o alvo para o foco, apesar de críticos ainda questionarem se o exército está pronto e o que pode acontecer com a cidade se o Estado Islâmico for expulso.

Mais de 33 mil pessoas fugiram em direção ao sul da cidade de Shirgat nos últimos dois meses, de acordo com a agência para refugiados das Nações Unidas e autoridades da segurança local.

O controle de Shirqat e da cidade próxima Qayara é crítico para proteger a recente captura da base aérea de Qayara de ataques com mortíferos e mísseis, para que as forças iraquianas apoiadas pelos EUA possam usá-la como ponto de logística para a operação em Mossul. 

(Reportagem de Fadhil al-Samarraie)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos