Número de mortos no ataque suicida em Bagdá no início do mês chega a 324

BAGDÁ (Reuters) - O número de mortos em um ataque suicida no centro de Bagdá em 3 de julho chegou a 324 e pode subir ainda mais, disse o ministro da Saúde do Iraque neste domingo.

O ataque, reivindicado pelo grupo militante Estado Islâmico cujas as forças combatentes do governo estão tentando expulsar de grandes partes do norte e oeste do país, foi o mais mortífero no Iraque desde que as forças lideradas pelos EUA derrubaram Saddam Hussein, há 13 anos.

O número poderia subir já que as equipes forenses ainda estão trabalhando para identificar os corpos, disse o ministro Adela Hmoud.

O Estado Islâmico perdeu terreno no Iraque desde o ano passado para as forças apoiadas pelo governo dos Estados Unidos e milícias xiitas apoiadas pelo Irã.

Mas o mortal ataque a bomba em 3 de julho em uma rua comercial do distrito Karrada de maioria xiita, no centro de Bagdá mostrou que ainda pode atacar na capital.

(Por Ahmed Rasheed)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos