Aliado de Trump diz que comentário sobre pais de capitão morto foi "inapropriado"

WASHINGTON (Reuters) - Chris Christie, um aliado próximo do candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, se distanciou nesta terça-feira da polêmica entre Trump e a família muçulmana de um capitão do Exército dos EUA morto na guerra do Iraque, de acordo com o site Politico.

Christie, que é governador de Nova Jersey, disse que as críticas à família do capitão Humayan Khan, morto no Iraque em 2004, foram "inapropriadas".

"Não vi o discurso do senhor Khan na convenção nacional democrata, mas direi somente isso: sou pai e simplesmente não posso imaginar a dor de perder um filho em qualquer circunstância", disse Christie, que declarou apoio a Trump após desistir de sua própria candidatura, segundo o Politico.

(Reportagem de Alana Wise)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos