Erdogan diz que golpe fracassado na Turquia foi concebido no exterior

Por Ece Toksabay e Nick Tattersall

ANCARA/ISTAMBUL (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, acusou nesta terça-feira o Ocidente de apoiar o terrorismo e de defender golpes de Estado, questionando a relação de seu país com os Estados Unidos e dizendo que o "roteiro" da tentativa fracassada de deposição do governo turco no mês passado foi "escrito no exterior$escape.getQuote().Em um discurso beligerante feito em seu palácio em Ancara, Erdogan afirmou que escolas com patrocínio estatal nos EUA são a principal fonte de renda da rede do clérigo Fethullah Gulen, que vive nos EUA e que Ancara diz ter sido o mentor do golpe sangrento do dia 15 de julho."Estou perguntando aos Estados Unidos: que tipo de parceiros estratégicos somos nós se vocês ainda acolhem alguém cuja extradição eu pedi?", indagou Erdogan no discurso a representantes locais de empresas multinacionais que operam em solo turco."Esta tentativa de golpe tem atores dentro da Turquia, mas seu roteiro foi escrito no exterior. Infelizmente, o Ocidente está apoiando o terrorismo e defende golpistas", disse ele, cujos comentários foram recebidos com aplausos e transmitidos ao vivo.Gulen, que tem 75 anos e vive em um exílio autoimposto no Estado norte-americano da Pensilvânia desde 1999, nega qualquer envolvimento no golpe fracassado. O presidente dos EUA, Barack Obama, disse que Washington só vai extraditá-lo se a Turquia fornecer indícios de atos ilegais.Os desdobramentos do golpe malfadado, no qual mais de 230 pessoas morreram, aprofundaram o cisma entre Ancara e seus aliados ocidentais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos