Socialistas da Espanha continuam a impedir formação de governo conservador

MADRI (Reuters) - O líder do Partido Socialista Operário Espanhol da Espanha (PSOE), Pedro Sánchez, reiterou nesta terça-feira que sua legenda votaria contra um governo liderado pelos conservadores em uma eventual moção de confiança no Parlamento depois de se encontrar com o primeiro-ministro interino, Mariano Rajoy.

Sánchez vem se recusando repetidamente a permitir a formação de um governo de minoria comandado pelo Partido Popular (PP), legenda de centro-direita de Rajoy, que conquistou a maior parte dos votos, mas ficou distante da maioria absoluta, nas eleições nacionais de dezembro e junho.

Nas últimas semanas, aumentaram as expectativas de que em algum momento os socialistas iriam se abster nas moções de confiança para que Rajoy tenha um segundo mandato e evitar uma terceira eleição, mas a reunião desta terça-feira não trouxe avanços.

"Os partidos de direita são aqueles que têm que chegar a um acordo, a esquerda não irá apoiar a direita", disse Sánchez em uma entrevista coletiva.

(Por Sarah White e Angus Berwick)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos