Trump minimiza críticas de Warren Buffett a seu histórico empresarial

WASHINGTON (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, minimizou as críticas do investidor bilionário Warren Buffett sobre seu tino empresarial.

"Eu não me importo muito com Warren Buffett ", disse Trump na rede de televisão Fox Business nesta terça-feira, um dia após Buffett ter atacado Trump em um discurso em um comício de campanha da democrata Hillary Clinton.

Buffett, que é presidente do conselho e presidente-executivo do conglomerado Berkshire Hathaway Inc, ridicularizou a decisão tomada por Trump em 1995 de listar seus hotéis e cassinos na Bolsa de Nova York, dizendo que a iniciativa fez o candidato perder dinheiro durante a década seguinte e que "um macaco" teria tido um desempenho superior ao da empresa do magnata do setor imobiliário.

Trump, que vem enaltecendo sua carreira empresarial como qualificação para liderar os Estados Unidos, defendeu seu histórico à frente da rede de hotéis e cassinos em Atlantic City, no Estado de Nova Jersey. "Eu soube calcular o momento. Eu saí" depois de sete anos, disse ele no programa FOX Business. "Tirei muito dinheiro de Atlantic City, que é o que se espera que eu faça. Sou um homem de negócios".

O ex-apresentador de reality show afirmou que costumava investir em ações norte-americanas, mas que parou porque "não gosto nada do que tenho visto", mencionando as políticas imigratórias dos EUA, os refugiados da Síria e o que classificou como taxas de juros "artificialmente baixas".     (Por Susan Heavey)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos