Clint Eastwood critica norte-americanos sensíveis e apoia Trump

Por Jill Serjeant

(Reuters) - O ator e diretor de cinema Clint Eastwood, quatro vezes vencedor do Oscar, criticou a atual geração de norte-americanos como fraca e excessivamente sensível, ao mesmo tempo que apoiou a candidatura à Presidência de Donald Trump, mesmo afirmando que o candidato republicano tem dito "um monte de bobagens".

Eastwood, um proeminente apoiador do Partido Republicano que em 2012 participou da convenção da legenda para a escolha do candidato à Presidência dos EUA, fez uma avaliação dura dos norte-americanos em uma entrevista para a revista Esquire, publicada na quarta-feira.

"Ele está no caminho certo, porque secretamente todo mundo está ficando cansado do politicamente correto e de bajulação", disse o aclamado ator e diretor de 86 anos sobre Trump. "Temos agora uma geração de puxa-sacos. Estamos em uma geração de maricas. Tudo mundo está pisando em ovos."

"Vemos pessoas acusando outras de serem racistas e de todo o tipo de coisas. Quando eu cresci, essas coisas não eram classificadas de racista", acrescentou Eastwood.

Diante da escolha entre a candidata democrata Hillary Clinton e Trump na eleição presidencial de 8 de novembro, Eastwood disse: "Essa é difícil, não é? Eu tenho que ir para Trump... você sabe, porque ela declarou que vai seguir os passos de Obama."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos