Rebeldes da Síria tentam romper cerco a Aleppo em combates intensos

BEIRUTE (Reuters) - Combatentes rebeldes levaram adiante uma ofensiva militar intensa contra um grande complexo militar em Aleppo, cidade do norte da Síria, neste sábado, dando sequência a avanços feitos na sexta-feira na tentativa de romper um cerco a áreas dominadas por opositores no leste da localidade.

Assumir o controle do complexo de Ramousah, que abriga uma série de colégios militares, isolaria o oeste de Aleppo, atualmente em mãos do governo, interrompendo a rota sul que leva à capital Damasco.

A conquista também daria aos rebeldes acesso a armamentos estocados na base, que vem sendo usada pelo Exército da Síria durante o conflito de mais de cinco anos como um centro a partir do qual ataca alvos da oposição.

Na sexta-feira, rebeldes disseram ter invadido a principal base do complexo, o Colégio de Artilharia, mas o Exército sírio afirmou ter repelido o ataque.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que monitora os combates, disse que também na sexta-feira rebeldes tomaram o Colégio de Armamentos e parte do Colégio de Artilharia. No momento eles lutam para tomar o controle total desta última instalação e ocupar o Colégio Técnico da Força Aérea.

Durante uma reportagem ao vivo da televisão estatal síria realizada nos arredores da base de artilharia de Ramousah, no sudoeste de Aleppo, foi possível ouvir sons de disparos, explosões e aviões de guerra em sobrevoo.

(Por Lisa Barrington)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos