Estado Islâmico reivindica responsabilidade por ataque com facão na Bélgica

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - O Estado Islâmico assumiu neste domingo a responsabilidade por um ataque ocorrido na Bélgica, quando um homem com um facão deixou duas policiais seriamente feridas, informou pelo Twitter a agência de notícias do grupo, a Amaq.

Pouco antes do anúncio, promotores belgas identificaram o agressor como o argelino K.B., de 33 anos, que vive na Bélgica desde 2012. A promotoria também afirmou que poderia haver inspiração terrorista nos atos do homem.

O agressor, que gritou "Allahu Akbar" (Deus é o maior) durante o ataque no sábado, foi atingido por tiros da polícia e morreu. Ele estava de mochila, mas não havia explosivos ou armas de fogo.

“Há indicativos de que o ataque pode ter sido inspirado por uma motivação terrorista”, disseram os promotores em comunicado. “Ele é conhecido da polícia por atos criminais, não por terrorismo.”

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos