Japão protesta contra radar da China em plataforma de gás

TÓQUIO (Reuters) - O Japão enviou um protesto a Pequim depois da descoberta de que a China instalou um equipamento de radar em uma plataforma de exploração de gás perto de águas disputadas no Mar da China Oriental, disse um porta-voz do ministério de Relações Exteriores do Japão neste domingo.

O Japão teme que o radar, um tipo encontrado com frequencia em navios de patrulha e que não é necessário para o desenvolvimento do campo de gás, possa ser um sinal que a China planeja usar plataformas de gás como estações militares em águas sob disputa, segundo a imprensa japonesa.

Também neste domingo, um número recorde de barcos da guarda costeira da China e outras embarcações governamentais entraram em áreas muito próximas ao que o Japão considera suas águas territoriais, perto de um grupo de ilhotas disputadas no Mar da China Ocidental, elevando as tensões.

Segundo o ministério japonês, o Japão descobriu o radar no fim de junho e emitiu um protesto na sexta-feira por meio de sua embaixada na China, exigindo explicação de Pequim sobre as razões da instalação.

(Por Makiko Yamazaki e Kiyoshi Takenaka)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos