Apple rejeita alegações de fixação de preços do iPhone na Rússia

MOSCOU (Reuters) - A Apple rejeitou nesta terça-feira alegações do órgão regulador de competições na Rússia de envolvimento em fixação de preços para iPhones, dizendo que os revendedores estabelecem seus próprios preços.

A Apple reagiu um dia após o Serviço Federal Anti-Monopólios da Rússia (FAS, na sigla em inglês) dizer que havia aberto um caso após um consumidor apontar que preços idênticos haviam sido definidos para os modelos iPhone 6s e o iPhone 6s Plus, que chegaram à Rússia em outubro de 2015 em 16 grandes revendedores.

A empresa, em comentários por email, disse que não obriga os revendedores russos a fixar os preços de seus produtos.

O FAS disse que analisa se a Apple obrigou revendedores russos a seguir os preços recomendados. O órgão disse que os varejistas tinham preços idênticos e os mantiveram neste nível por um certo período de tempo, incluindo outros modelos.

(Por Maria Kiselyova)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos