Putin diz a Erdogan que espera que Ancara possa restaurar ordem após golpe fracassado

SÃO PETERSBURGO, Rússia (Reuters) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse ao colega turco, Tayyip Erdogan, que espera que Ancara possa restaurar completamente a ordem após o golpe militar fracassado no mês passado, dizendo nesta terça-feira que Moscou sempre se opôs a ações inconstitucionais.

A viagem de Erdogan à Rússia acontece à medida que as relações da Turquia com Europa e Estados Unidos se enfraquecem, pelo que Ancara vê como preocupação do Ocidente sobre como lidou com a tentativa de golpe, na qual mais de 240 pessoas foram mortas.

Putin, um dos primeiros a chamar o líder turco para oferecer seu apoio no pós-golpe, se posicionou como aliado confiável mesmo que laços entre Moscou e Ancara tenham ficado tensas após derrubada de jato militar russo na fronteira da Síria no ano passado.

Recebendo Erdogan em um palácio da era dos Czares, em São Petersburgo, Putin destacou nesta terça-feira que está pronto para melhorar as relações com a Turquia, que segundo ele, deixaram um ponto historicamente alto para adentrar em um nível baixo.

"Sua visita hoje, que você faz apesar da situação política interna complexa na Turquia, mostra que todos nós queremos recomeçar nossos diálogos e restaurar nossas relações", disse Putin, em comentários preliminares antes das conversas privadas.

Putin disse que os dois iriam conversar sobre como restaurar laços comerciais e econômicos e sobre cooperação contra o terrorismo.

(Reportagem de Olesya Astakhova, Andrew Osborn, Ece Toksabay, Tuvan Gumrukcu e Nick Tattersal)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos