Confiança do consumidor no Brasil melhora pelo 2º mês seguido, mostra Thomson Reuters/Ipsos

SÃO PAULO (Reuters) - A confiança do consumidor brasileiro subiu em agosto, pelo segundo mês seguido, com melhoras quase generalizadas nas percepções, com destaque para as condições atuais e investimentos, mostrou o indicador da Thomson Reuters/Ipsos divulgado nesta quarta-feira.

O Índice Primário de Sentimento do Consumidor (PCSI, na sigla em inglês) subiu a 38,1 em agosto, sobre 35,9 no mês passado, marcando o segundo mês seguido de avanço e voltando ao mesmo patamar de janeiro, o mais alto no ano.

O grupo que avalia as condições atuais teve a melhora mais expressiva em agosto, de 3,2 pontos, para 26,8. O segundo maior avanço foi verificado no subíndice de investimentos, que foi a 37,3, alta de 3,1 pontos.

Após duas quedas seguidas, o subíndice de emprego voltou a subir no período, 1,9 ponto, para 28,2 em agosto.

O único grupo a registrar queda foi o de expectativas, que recuou 0,2 ponto, a 63,0. Apesar do declínio, o número permanece perto da máxima do ano, alcançada no mês passado.

A confiança do consumidor avançou também no mais recente levantamento da Fundação Getulio Vargas (FGV), com o indicador de julho subindo 5,4 pontos após forte avanço nas expectativas.

(Por Flavia Bohone)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos