Incêndio em hospital de Bagdá mata doze bebês prematuros

  • Karim Kadim/AP

    Familiares de bebês prematuros que morreram se reúnem diante do Hospital Yarmuk, em Bagdá, no Iraque

    Familiares de bebês prematuros que morreram se reúnem diante do Hospital Yarmuk, em Bagdá, no Iraque

Doze bebês prematuros morreram em um incêndio que irrompeu nas primeiras horas desta quarta-feira na maternidade de um hospital de Bagdá e que provavelmente foi causado por uma falha elétrica, informou o Ministério da Saúde iraquiano.

Outros 11 ou 12 bebês e 29 mulheres foram resgatados da maternidade do hospital de Yarmuk e transferidos para outro hospital, disse a jornalistas Hani al-Okabi, uma autoridade na área, após visitar o hospital e conversar com os administradores.

Os bombeiros levaram três horas para apagar o fogo que envolveu a maternidade, de acordo com um médico. Yarmuk é o principal hospital no lado oeste da capital e conta com atendimento emergencial.

"O nascimento do meu filho foi difícil", disse Shaima Hussein, mãe de um dos bebês, à Reuters TV na entrada do hospital. Ela disse que não permitiram que tentasse resgatar seu filho.

O incidente deve intensificar as acusações públicas de corrupção estatal e má administração.

Imagens publicadas nas redes sociais revelaram a negligência que reina no hospital, com baratas emergindo de ladrilhos quebrados, latas de lixo transbordando, banheiros sujos e pacientes deitados em macas no pátio.

Treze anos após a invasão liderada pelos Estados Unidos que depôs Saddam Hussein, o país rico em petróleo ainda sofre com a escassez de eletricidade, água, escolas e hospitais.

Há mais de dois anos o primeiro-ministro iraquiano, Haider al-Abadi, vem tentando enfrentar a corrupção no Iraque, que é o 161º no ranking de 168 países no Índice de Corrupção da Transparência Internacional, mas vem enfrentando resistências da maioria da elite política.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos