Rússia acusa Ucrânia de incursão armada na Crimeia

MOSCOU (Reuters) - O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB) disse nesta quarta-feira que impediu tentativas de dois ucranianos armados de adentrar a Crimeia e desmantelou uma rede de espionagem ucraniana dentro da península anexada.

O FSB acusou forças especiais ucranianas de planejarem a realização de ataques terroristas dentro da Crimeia, tendo como alvos infraestruturas críticas e informou que um agente do FSB e um soldado russo foram mortos em combates com forças ucranianas.

"O objetivo destes atos e atividades terroristas era desestabilizar a situação sociopolítica na região antes da preparação e realização das eleições", informou o FSB em comunicado.

A Rússia anexou a Crimeia da Ucrânia em 2014 em operação que gerou sanções da União Europeia e Estados Unidos. A Ucrânia diz que quer de volta sua península estrategicamente importante, já Moscou diz que a questão está encerrada.

(Reportagem de Lidia Kelly e Pavel Polityuk)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos