Piores incêndios florestais em quase duas décadas atingem arredores de Marselha

Em Marselha

Incêndios florestais devastavam partes da costa mediterrânea da França nesta quinta-feira, e os piores episódios do tipo em quase duas décadas atingiram os arredores de Marselha, onde deixaram sete feridos e obrigaram as autoridades a retirar milhares de pessoas de suas casas.

Cerca de 2.500 bombeiros ainda lutam com as chamas que irromperam na quarta-feira, apoiados por aviões de combate a incêndio da França e da vizinha Itália, informou o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, aos jornalistas.

Um homem de 50 anos que tirava fotos dos incêndios em Vitrolles, 20 quilômetros ao noroeste de Marselha, está sendo interrogado pela polícia, disse à Reuters uma fonte a par da investigação, mas Cazeneuve afirmou ser cedo demais para dizer se há intenção criminosa por trás do episódio.

Os incêndios, atiçados pelo forte vento do norte conhecido como mistral, devoraram mais de dois mil hectares nas colinas secas de pinheiros ao norte de Marselha e foram detidos já nas imediações da segunda maior cidade da França.

"A seca dos últimos meses e os ventos fortes do mistral funcionaram como um barril de pólvora", disse Richard Mallie, chefe do corpo de bombeiros, à rádio France Bleu Provence. "O fogo se espalhou a uma velocidade fenomenal, 2.500 metros por hora".

A situação estava sob controle nesta quinta-feira, mas os incêndios ainda estão ativos, disseram autoridades locais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos