Presidente da Ucrânia busca conversar com Putin e líderes ocidentais em meio a tensões

KIEV (Reuters) - O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, disse nesta quinta-feira que quer conversar diretamente com o presidente russo, Vladimir Putin, e com vários líderes ocidentais em meio à elevação das tensões entre Kiev e Moscou.

Putin acusou Kiev na quarta-feira de usar táticas terroristas para tentar desestabilizar a Crimea, que Moscou anexou da Ucrânia em 2014. A Rússia disse ter desmantelado tentativas ucranianas de colocar sabotadores dentro da península. Kiev nega as acusações.

Poroshenko disse que pediu ao seu ministro das Relações Exteriores que consiga uma conversa telefônica com Putin, com os líderes de Alemanha e França, com o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e com o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk.

As tensões entre Rússia e Ucrânia também serão discutidas nesta quinta-feira em uma reunião a portas fechadas do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU), disseram diplomatas. A reunião foi pedida pela representação ucraniana na ONU.

(Reportagem de Alexei Kalmykov e Michelle Nichols)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos