Líder da extrema-direita alemã quer mandar refugiados para fora da Europa

BERLIM (Reuters) - A chefe do partido da extrema-direita alemã Alternative for Germany (AfD), Frauke Petry, disse que Berlim deve enviar os que tiverem pedidos de asilo negados e imigrantes ilegais para ilhas fora da Europa.

A entrada de mais de um milhão de migrantes no ano passado elevou o apoio ao AfD, que têm assentos em 8 de 16 assembleias estaduais da Alemanha e é deve se fortalecer nas votações estaduais no próximo mês em Berlim e Mecklenburg-Vorpommern.

A imprensa alemã interpretou sua declaração como referência a Nauru e Manus, ilhas do Pacífico onde a Austrália financia acampamentos de requerentes de asilo que são interceptados ao chegarem de barco às margens do país.

O escritório de refugiados tem-se oprimido desde o ano passado com centenas de milhares de pedidos de asilo.

Conhecida por discursos inflamados, Petry provocou um tumulto no começo do ano quando sugeriu que a polícia alemã tivesse poder para usar armas de fogo contra migrantes ilegais.

(Reportagem de Holger Hansen)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos