Milhares voltam a Manbij após fuga de militantes do Estado Islâmico

BEIRUTE (Reuters) - Milhares de habitantes que haviam deixado a cidade síria de Manbij voltaram ao local neste sábado, depois de combatentes apoiados pelos Estados Unidos terem expulsado os últimos militantes do Estado Islâmico de seu antigo reduto, afirmaram moradores e aliados dos EUA.

As Forças Democráticas da Síria (SDF, na sigla em inglês) anunciaram na sexta-feira que tinham tomado o controle completo da cidade, perto da fronteira com a Turquia, depois da partida dos últimos militantes, que haviam usado civis como escudos humanos.

Centenas de carros e veículos transportando famílias e seus pertences rumaram para a cidade de acampamentos improvisados ​​e aldeias do interior, onde muitos dos moradores haviam se refugiado durante a campanha de dois meses, de acordo com uma autoridade da SDF e parentes que estavam em contato com os moradores.

"Milhares de pessoas estão voltando e as lojas estão abrindo. Hoje é o primeiro dia da vida voltando ao normal", afirmou Sharfan Darwish, porta-voz do Conselho Militar de Manbij, aliado do SDF. Ele acrescentou que o trabalho agora era para restaurar os serviços básicos.

A perda de Manbij, ocupada pelo Estado Islâmico desde o início de 2014, é um grande golpe para os militantes do EI, pois o local é de importância estratégica, servindo como um canal para o trânsito de jihadistas estrangeiros e provisões a partir da fronteira turca.

(Por Suleiman Al-Khalidi)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos