Clérigo muçulmano e auxiliar são mortos em ataque a tiros nas ruas de Nova York

NOVA YORK (Reuters) - Um clérigo muçulmano e seu auxiliar foram atacados e mortos por um homem armado no sábado, enquanto andavam juntos após saírem de orações noturnas em uma mesquita no bairro de Queens, em Nova York, disseram autoridades.

O homem armado abordou os dois homens pelas costas e atirou à queima roupa na cabeça de ambos por volta da 1:50 da madrugada no horário local nas proximidades do Ozone Park, disse a polícia em comunicado, adicionando que ninguém foi preso.

O motivo do ataque não foi descoberto imediatamente e não há evidências de que o ataque aos dois homens tenha acontecido por questões religiosas, disse Tiffany Phillips, uma porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York. Ainda assim, a polícia não descarta qualquer possibilidade, segundo ela.

As vítimas, identificadas como Imam Maulama Akonjee, de 55 anos, e Thara Uddin, de 64 anos, vestiam trajes religiosos no momento dos tiros, segundo a polícia.

Os homens foram levados a um hospital, onde morreram, segundo um porta-voz do hospital.

Vídeos postados no Youtube mostram dezenas de pessoas reunidas próximas ao local do ataque, com uma delas dizendo à multidão que deve ter sido um crime de ódio, mesmo com as afirmações da polícia de que os motivos do crime são desconhecidos.

Em junho, o Conselho de Relações entre Americanos e Islâmicos divulgou um comunicado pedindo que líderes muçulmanos considerem incrementos na segurança após um massacre em Orlando no qual um homem que dizia ser um "soldado islâmico" matou 49 pessoas em uma boate em Orlando em 12 de junho.

(Por Frank McGurty)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos