Edgar Lungu se reelege presidente de Zâmbia em eleição acirrada

Por Chris Mfula e Stella Mapenzauswa

LUSAKA (Reuters) - O presidente da Zâmbia, Edgar Lungu, foi reeleito por pequena margem de votos nesta segunda-feira em eleição contra o principal rival Hakainde Hichilema, que acusou um suposto esquema de fraude na eleição.

Lungu enfrentou um forte desafio contra Hichilema para comandar o país, que é segundo maior produtor de cobre da África e sofre um recessão econômica pela depressão nos preços das commodities.

Lungu, que venceu Hichilema por pouco no ano passado em eleição para suceder o presidente Michael Sata, teve 50,35 por cento dos votos, contra 47,63 do seu oponente, informou a Comissão Eleitoral de Zâmbia.

Apoiadores de Lungu tomaram as ruas para celebrar a vitória, logo após o anúncio oficial.

Mas o Partido Unido para o Desenvolvimento Nacional de Hichilema acusou autoridades eleitorais de conluio em favor de Lungu desde que a apuração dos votos começou na noite de quinta-feira e avisou que vai apelar do resultado à Corte Constitucional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos