Herdeiros de Martin Luther King Jr. encerram disputa sobre medalha do Nobel

ATLANTA (Reuters) - Os herdeiros de Martin Luther King Jr. concordaram em encerrar sua batalha legal para saber de quem é a medalha do Prêmio Nobel da Paz que o defensor dos direitos civis recebeu em 1964, de acordo com um documento judicial apresentado nesta segunda-feira, que não revela se o item será vendido.

Um julgamento para encerrar a disputa, que já dura anos, foi marcado para começar em Atlanta nesta segunda-feira. A audiência teria confrontado os dois filhos de King contra a filha, que estavam em desacordo sobre a venda da medalha.

Em comunicado conjunto dos irmãos, a família deu crédito ao ex-presidente dos Estados Unidos, Jimmy Carter, por conduzir o acordo confidencial.

Os três irmãos são diretores da corporação formada para gerenciar o espólio de King, que não deixou nenhum testamento quando foi assassinado em 1968, aos 39 anos, por um militante da supremacia branca em Memphis, Tennessee.

Martin Luther King III e Dexter King votaram a favor da venda da medalha em janeiro de 2014, assim como a de uma bíblia que seu pai carregava durante o movimento dos direitos civis nos anos 1960. Bernice King se opôs à venda, considerando as heranças "sagradas" para a família.

(Por David Beasley)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos