Ministro não crê em novas baixas contábeis da Eletrobras por corrupção

SÃO PAULO (Reuters) - A Eletrobras não precisará realizar outras baixas contábeis relacionadas a casos de corrupção investigados pela operação Lava Jato, após uma série de impairments de ativos anunciados em seus últimos balanços, disse o ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, nesta segunda-feira.

Em entrevista a jornalistas após evento em São Paulo, ele disse ainda que provisões realizadas pela Eletrobras devem ser suficientes para o caso de haver algum impacto dos desvios detectados em obras da companhia.

"Na verdade, a Eletrobras já tem provisionado um bom valor. Pelas informações que a gente tem tanto da auditoria independente quanto das empresas internacionais, o valor que está provisionado é suficiente para cobrir qualquer tipo de prejuízo", disse ele.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos