Toque de recolher e pedidos de calma pacificam Milwaukee após protestos contra a polícia

MILWAUKEE, Estados Unidos (Reuters) - Líderes comunitários que pediram contenção e um toque de recolher noturno para adolescentes pareciam manter a cidade norte-americana de Milwaukee calma nas primeiras horas desta terça-feira, depois de duas noites de violência desencadeada pela morte de um negro pela ação de um policial.

A polícia disse que um membro da corporação matou a tiros Sylville Smith, de 23 anos, na tarde de sábado, quando ele fugiu de policiais que o abordaram por "comportamento suspeito". Antes de ser morto, Smith se recusou a soltar uma arma de mão ilegal que portava, disse a polícia.

    Manifestações pacíficas para marcar a morte de Smith se transformaram em protestos violentos no sábado e no domingo. Algumas pessoas incendiaram pontos comerciais e viaturas policiais, e tiros foram disparados. Multidões revoltadas atiraram garrafas e tijolos contra o batalhão de choque.

    Oito policiais ficaram feridos nos confrontos e dezenas de pessoas foram presas, de acordo com a polícia. Uma pessoa foi ferida por um tiro.     

    Um toque de recolher para adolescentes em toda a cidade teve início às 22h locais de segunda-feira.

"Achamos que estamos, comparativamente falando, em um momento positivo", disse o chefe de polícia de Milwaukee, Ed Flynn, em uma coletiva de imprensa no início do toque de recolher. "Vimos gente da comunidade tomar a dianteira para assumir um papel de liderança na redução das tensões."

    Na noite de segunda-feira, o prefeito de Milwaukee disse que o toque de recolher noturno para adolescentes será mantido "o tempo que for necessário".

    Milwaukee é o último município norte-americano a ser tomado por tumultos na esteira de assassinatos de grande repercussão de negros provocados por policiais nos últimos dois anos.

    Famosa por suas cervejarias, Milwaukee é uma das cidades mais racialmente divididas dos Estados Unidos, com uma população negra assolada por altos níveis de desemprego que não são vistos nos subúrbios de maioria branca.

    (Por Brendan O'Brien em Milwaukee)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos