Basquete masculino dos EUA responde a críticos com massacre sobre Argentina

Por Steve Keating

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A seleção masculina de basquete dos Estados Unidos reafirmou nesta quarta-feira sua condição de favorita à medalha de ouro dos Jogos Olímpicos Rio 2016 ao massacrar a Argentina por 105 a 78 para chegar à semifinal da Olimpíada.

Apesar de os EUA terem terminado em primeiro lugar de seu grupo sem perder um jogo sequer, foram levantadas dúvidas sobre a habilidade da equipe de conquistar o tricampeonato olímpico após vitórias pouco impressionantes e por uma margem estreita na fase preliminar.

Mas os norte-americanos retornaram a sua melhor forma, dominante e letal, contra a Argentina e aumentaram sua série de vitórias consecutivas em Jogos Olímpicos para 23 partidas.

Com o objetivo claro de enviar uma mensagem aos rivais, os EUA permitiram à Argentina abrir uma vantagem de 19 a 10 no início da partida para então reagir rumo a uma sequência em que marcaram 26 a 2 sobre os sul-americanos para assumir o controle da partida.

Os Estados Unidos enfrentarão agora a Espanha, que venceu a França por 92 a 67, na sexta-feira por uma vaga na final olímpica.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos