Partidos políticos palestinos ensaiam realização de eleições municipais

Por Nidal al-Mughrabi e Ali Sawafta

GAZA/RAMALLAH (Reuters) - Partidos políticos palestinos começaram a registrar candidatos para eleições municipais nesta quarta-feira, o primeiro passo em anos para a realização de uma votação democrática, mas que ameaça ressuscitar as tensões entre os movimentos rivais Fatah e Hamas.

A Autoridade Palestina, sediada em Ramallah, na Cisjordânia sob ocupação de Israel, convocou as eleições para o dia 8 de outubro, e se estima que dois milhões de palestinos estão aptos a ir às urnas.

    O Hamas, grupo islâmico que controla Gaza, deu seu apoio ao processo e está fortalecendo sua máquina eleitoral na esperança de impor o maior desafio possível à Fatah, que tem apoio do Ocidente e é comandada pelo presidente Mahmoud Abbas.

    Neste aspecto, o pleito municipal é visto como um tipo de substituto de eleições legislativas, realizadas pela última vez 10 anos atrás. Não foi marcada nenhuma data nova para eleições legislativas ou presidenciais, apesar de os mandatos terem terminado há tempos.

    O processo eleitoral vem sendo frustrado repetidamente pelas tensões entre Fatah e Hamas, que com frequência transbordam em episódios de violência, e ainda não se sabe se a eleição municipal de fato irá adiante tal como planejada.

    "Se esta eleição acontecer, será o primeiro avanço rumo a uma reconciliação", disse Hanna Nasser, presidente do Comitê Eleitoral Central Palestino. "É melhor começar tarde do que nunca."

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos