Rajoy se diz pronto para moção de confiança para formar governo na Espanha

Por Angus Berwick e Sarah White

MADRI (Reuters) - O primeiro-ministro interino da Espanha, Mariano Rajoy, que tenta encerrar um impasse político de oito meses, disse nesta quinta-feira que está disposto a se submeter a uma moção de confiança sobre a formação de um novo governo depois de acertar os termos de um pacto com adversários centristas.

A Espanha está sem um governo efetivo desde dezembro, quando as eleições nacionais tiveram um resultado inconclusivo. Depois que os quatro principais partidos do país se mostraram incapazes de acertar os termos para a formação de uma coalizão, uma segunda votação foi realizada em junho, com desfecho semelhante.

     Rajoy, cujo Partido Popular (PP) de centro-direita ficou em primeiro lugar nas duas consultas, disse em uma coletiva de imprensa que concordou com um pacote de reformas exigido pelo Ciudadanos, um partido centrista menor, para obter seu apoio na moção de confiança.

     "Demos um passo decisivo rumo à formação de um governo de forma que não haja outra eleição", afirmou Rajoy aos jornalistas depois de se reunir com o líder do Ciudadanos, Albert Rivera.

     Mas mesmo juntos, PP e Ciudadanos ficariam aquém da maioria parlamentar que Rajoy precisa para ser empossado para um segundo mandato como premiê.

     O apoio, ou pelo menos a abstenção do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE), que ficou em segundo nas duas eleições recentes, lhe daria uma maioria, mas nesta quinta-feira a legenda opositora reiterou que irá se opor a Rajoy.

        (Reportagem adicional de Blanca Rodriguez)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos