Nadadores dos EUA Lochte e Feigen são apontados como autores de comunicação falsa de crime

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A polícia do Rio de Janeiro informou nesta sexta-feira que os nadadores norte-americanos Ryan Lochte e James Feigen foram apontados como autores do crime de comunicação falsa de crime após terem mentido sobre um assalto à mão armada na cidade durante os Jogos Olímpicos.

Em comunicado, a polícia informou que o procedimento foi encaminhado ao Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos da Região Olímpica da Barra da Tijuca.

Feigen, único dos quatro nadadores envolvidos em uma confusão em um posto de gasolina que ainda está no Rio, compareceu na noite de quinta-feira em audiência e concordou com o pagamento de 35 mil reais a uma instituição assistencial.

Lochte já viajou aos EUA, assim como outros dois nadadores envolvidos na confusão no posto de gasolina, John Conger e Gunnar Bentz, que tiveram seus passaportes devolvidos, após autorização judicial.

(Por Caroline Stauffer e Tatiana Ramil)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos