Turquia assumirá papel mais ativo na Síria nos próximos seis meses, diz premiê

Por Humeyra Pamuk

(Reuters) - A Turquia vai assumir um papel mais ativo para tratar do conflito na Síria nos próximos seis meses, a fim de evitar que o país destruído pela guerra seja dividido em linhas étnicas, disse o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, neste sábado. 

Yildirim também disse a um grupo de repórteres em Istambul que, embora o presidente sírio, Bashar al-Assad, possa ter um papel na liderança interina do pais, ele não deve participar no futuro da Síria.

O conflito na Síria, que já dura mais de cinco anos, adquiriu uma dimensão étnica, com grupos curdos delimitando suas próprias regiões, e periodicamente combatendo grupos da maioria árabe da Síria cuja prioridade é derrubar Assad.

A Turquia teme que o fortalecimento de grupos militantes curdos na Síria  possa empoderar sua própria insurgência curda, a qual tem ganhado força após o colapso de um cessar-fogo entre militantes e o governo no ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos