Plano de Trump para deportar imigrantes ilegais ainda está "a ser determinado", diz assessora

WASHINGTON (Reuters) - Uma importante assessora de Donald Trump disse neste domingo que os planos do candidato presidencial Republicano para deportar 11 milhões de pessoas que estão ilegalmente nos Estados Unidos são um trabalho em andamento e que ele estava comprometido com uma abordagem "justa e humana" sobre a imigração.

Os comentários sugerem uma suavização da política linha-dura de imigração que Trump colocou no centro de sua campanha contra a democrata Hillary Clinton nas eleições marcadas para 8 de novembro.

Falando no talk show "Estado da União", a gerente de campanha de Trump, Kellyanne Conway, foi pressionada sobre os planos de Trump que incluiriam uma "força de deportação".

"A ser determinada", ela respondeu.

(Por Alana Wise e Julia Edwards)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos