Ação do Facebook pode subir mais de 20% impulsionada por receita de publicidade, diz Barron's

NOVA YORK (Reuters) - A ação do Facebook tem potencial de subir mais 20 por cento no próximo ano dada a crescente receita com anúncios entre suas plataformas, de acordo com um artigo da Barron's.

O gigante de mídia social, que tem suas ações negociadas ao redor de 124 dólares nesta segunda-feira, tem verificado uma recente aceleração no crescimento em parte devido ao aumento de anúncios para dispositivos móveis, disse o artigo. O Facebook ainda tem outras vias de crescimento da carga de anúncios, incluindo Instagram, Messenger e WhatsApp, diz o artigo.

Wall Street espera que a média de usuários, que é de 1,1 bilhão atualmente, alcance 1,7 bilhão em quatro anos. De acordo com a Barron's, até lá, o Facebook vai ter aprendido mais sobre como transformar seus anúncios em transações, levando a um crescimento na taxa que cobra para publicidade.

Uma preocupação, no entanto, é o apelo do Facebook para os jovens, uma vez que aqueles com menos de 25 anos estão dedicando menos tempo no aplicativo móvel do Facebook ante outras faixas etárias.

Ainda assim, a Barron's disse que o preço da ação da empresa poderia chegar a 153 dólares em um ano, o que seria um preço com prêmio, mas não um absurdo, uma vez que os investidores estão pagando caro por itens raros como crescimento, produtividade e previsibilidade, disse o artigo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos