Alemanha, França e Itália dizem que Europa deve seguir adiante depois do voto por Brexit

Por Isla Binnie

A BORDO DO NAVIO DE GUERRA ITALIANO GARIBALDI (Reuters) - Os líderes das três maiores economias da zona do euro se reuniram nesta segunda-feira, após a surpreendente decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia (UE), e disseram que a Europa tinha de dar as costas aos populistas que culpam Bruxelas por todos os problemas.

Falando num porta-aviões na costa da ilha italiana de Ventotene, Angela Merkel, da Alemanha, François Hollande, da França, e Matteo Renzi, da Itália, fizeram um chamado por maior cooperação em segurança e melhores oportunidades para os jovens.

Num encontro de muito simbolismo, os três líderes visitaram Ventotene e deixaram flores no túmulo de Altiero Spinelli, um intelectual italiano visto como um pai fundador da unidade europeia.   

Eles então embarcaram no Garibaldi, que está na linha de frente de uma missão da UE para combater os traficantes que têm conduzido centenas de milhares de imigrantes para a Europa via o Mediterrâneo.

“Para muitos populistas, a Europa é culpada por tudo que vai errado”, afirmou Renzi durante uma entrevista conjunta à imprensa, antes de os líderes se reunirem a bordo da embarcação.

“Imigração, é culpa da Europa. A economia está mal, é culpa da Europa. Mas as coisas não são assim.”

O encontro tinha o objetivo de estabelecer as bases para uma cúpula da UE em Bratislava no mês que vem.

As conversas marcaram o início de uma semana de encontros para Merkel com outros governos europeus, quando ela vai viajar para quatro países e receber líderes de outros oito.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos