Presidente da Nigéria irá pedir poderes emergenciais para reanimar economia

ABUJA (Reuters) - O presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, irá pedir ao Parlamento que lhe conceda por um ano poderes adicionais que lhe permitam adotar decisões "emergenciais" para reviver a debilitada economia do país, disse uma fonte do governo nesta segunda-feira.

A maior economia da África teve contração no primeiro trimestre do ano, e autoridades governamentais disseram que uma recessão é provável, já que as vitais receitas do petróleo vêm sendo prejudicadas pelos preços baixos da commodity. Os dados sobre o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre devem ser divulgados nesta semana.

O governo elaborou um projeto de lei intitulado "Estabilização Econômica de Emergência" dando poderes extras a Buhari, como fazer emendas em leis que serão submetidas ao Parlamento, disse a fonte.

Buhari está querendo acelerar os planos para melhorar o clima para os investimentos, segundo a fonte. O projeto de lei lhe permitiria, por exemplo, amenizar as restrições de emissão de vistos para investidores e lhes conceder incentivos, planos que vêm sendo adiados.

Em junho, o banco central nigeriano liberou a flutuação da naira, permitindo que a moeda se desvalorizasse em cerca de 40 por cento para atrair investimentos e reduzir a escassez de moedas fortes.

(Por Felix Onuah e Ulf Laessing)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos