Trump nega que está recuando na sua política para imigração nos EUA

Por Ginger Gibson

WASHINGTON (Reuters) - O candidato republicano a presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, insistiu nesta segunda-feira que ele não estava mudando a sua política sobre imigração, apesar de um comentário de um importante assessor de que o plano de Trump de deportar 11 milhões de imigrantes ilegais ainda estava sob avaliação.

"Eu não estou voltando atrás. Queremos vir com uma resposta realmente justa, mas firme”, afirmou Trump ao canal Fox News.

Ele não deu mais detalhes sobre a sua política.

Trump planejava fazer um discurso na quinta-feira em Denver sobre a sua política imigratória, mas esse evento foi adiado, confirmou uma representante da campanha.

No domingo, Kellyanne Conway, gerente da campanha de Turmp, foi questionada repetidas vezes numa entrevista à CNN se Trump iria adiante com a proposta feita por ele em novembro de montar uma “força de deportação” para remover os imigrantes ilegais.

"A ser determinado”, disse ela. A assessora também afirmou que Trump está comprometido com uma abordagem “justa e humana” em relação aos que vivem no país ilegalmente.

As propostas de Trump para imigração tem sido um pilar da sua campanha. Quando ele anunciou que concorria a presidente, ele defendeu a construção de um muro na fronteira dos EUA com o México para barrar a entrada de imigrantes ilegais. Ele tem insistido que vai fazer o México pagar pelo muro.

Trump também já disse que o México estava enviando “estupradores” e “criminosos” pela fronteira.

(Reportagem de Mohammad Zargham e Ginger Gibson)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos