Inundações na Índia deixam 300 mortos e forçam moradores a deixar vilarejos

NOVA DÉLI/BHUBANESWAR, Índia (Thomson Reuters Foundation) - Ao menos 300 pessoas morreram no leste e no centro da Índia e mais de seis milhões foram afetadas por inundações que submergiram vilarejos, devastaram plantações, destruíram estradas e interromperam os serviços de eletricidade e telefonia, disseram autoridades nesta terça-feira.

As fortes chuvas das monções fizeram os rios transbordarem, entre eles o poderoso Ganges e seus afluentes, obrigando as pessoas a procurarem campos de assistência nos Estados de Madhya Pradesh, Bihar, Uttar Pradesh, Rajasthan e Uttarakhand.

As autoridades governamentais de Bihar, que testemunhou alguns dos piores alagamentos deste ano, computando 120 mortos e mais de cinco milhões de pessoas afetadas, disseram que a situação é séria.

"As águas da inundação engolfaram áreas baixas, casas e campos de cultivo", relatou Zafar Rakib, magistrado distrital de Katihar, um dos 24 dos 38 distritos de Bihar atingidos pelos transbordamentos.

(Por Nita Bhalla e Jatindra Dash)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos