Leilão de energia de reserva em 23 de setembro terá preço-teto de R$248/MWh

(Reuters) - O leilão de energia de reserva agendado para 23 de setembro pelo governo, que contratará a produção de pequenas hidrelétricas, terá um preço-teto de 248 reais por megawatt-hora, segundo edital aprovado nesta terça-feira pela diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

As usinas contratadas no certame deverão iniciar a geração a partir de março de 2020, em contratos com 30 anos de duração.

Segundo a Aneel, a estatal Empresa de Pesquisa Energética (EPE) registrou 133 projetos para o leilão, em um total de 988 megawatts em capacidade instalada que competirão pela venda de energia, o que pode reduzir o preço final de contratação.

Nos leilões de reserva, promovidos para aumentar a segurança do sistema elétrico, são contratadas novas usinas de geração que assinam contratos com a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

O nível de contratação nesses leilões é definido pelo governo independentemente da declaração de demanda por distribuidoras de eletricidade, que neste ano têm se queixado de sobras de energia contratada devido à retração do consumo com a crise.

(Por Luciano Costa)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos