Volkswagen encerra disputa com fornecedores após maratona de negociações

BERLIM (Reuters) - A Volkswagen e dois de seus fornecedores encerraram uma disputa contratual nesta terça-feira que atingiu a produção de mais da metade das fábricas do grupo automotivo na Alemanha e ameaçava afetar sua recuperação do recente escândalo de fraude em testes de emissões de poluentes.

Depois de mais de 20 horas de negociações, a Volkswagen informou que acertou suas diferenças com a CarTrim, que produz bancos, e a ES Automobilguss, que produz componentes para câmbios. A empresa não deu detalhes, mas os fornecedores confirmaram o acordo.

Os fornecedores buscavam compensação por dezenas de milhões de euros em receita perdida depois que a Volkswagen cancelou um contrato.

A disputa afetou cerca de 28 mil trabalhadores em seis das 10 fábricas do grupo na Alemanha, chegando a interromper a produção dos modelos mais vendidos da Volkswagen, Golf e Passat. A briga também afetou a produção de motores, transmissões e sistemas de emissões.

A Volkswagen informou que os fornecedores concordaram em retomar as entregas dos componentes e que as fábricas atingidas pela disputa retomariam a produção gradualmente.

Analistas do UBS estimaram que uma semana de interrupção na sede da Volkswagen em Wolfsburg vai resultar em cerca de 100 milhões de euros em lucro bruto perdido e pode ter efeitos sobre outros fornecedores.

(Por Andreas Cremer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos