Aumento em exportações e gastos públicos impulsionam crescimento da Alemanha no 2º tri

BERLIM (Reuters) - O aumento nas exportações alemãs, gastos públicos maiores e consumo privado guiaram o crescimento de 0,4 por cento do Produto Interno Bruto da Alemanha no segundo trimestre, mais do que compensando o investimento mais fraco das empresas na maior economia do mundo.

Confirmando a leitura preliminar para o crescimento, a Agência Federal de Estatísticas informou que o comércio exterior contribuiu com 0,6 ponto percentual para o PIB, com as exportações subindo 1,2 por cento no trimestre e as importações caindo 0,1 por cento.

Os gastos públicos subiram 0,6 por cento no trimestre e contribuíram com 0,1 ponto percentual ao crescimento, com o governo gastando mais para acomodar e integrar um fluxo recorde de imigrantes.

Os dados divulgados nesta quarta-feira também confirmaram a leitura prévia para o crescimento de 3,1 por cento do PIB no segundo trimestre na comparação com igual período do ano passado.

(Por Michael Nienaber)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos