China endurece regulação para empréstimos online

PEQUIM (Reuters) - A China anunciou novas regras mais rígidas nesta quarta-feira para empréstimos online, que tem sido atingido por escândalos e fraudes devido a falta de supervisão.

Dentre as regras, as chamadas plataformas P2P não poderão receber depósitos públicos, criar carteiras de ativos, ou dar garantias para quem conceder empréstimos, segundo documento conjunto da Comissão Regulatória de Bancos da China (CBRC), Ministério da Segurança Pública, Administração do Ciberespaço da China e o Ministério de Indústria e Tecnologia da Informação.

As empresas P2P também não poderão vender produtos para administração de patrimônio ou emitir títulos apoiados por ativos e as empresas terão que usar outros bancos como custodiantes de fundos.

As novas regulamentações seguem a passagem de um plano, em abril, pelo Conselho Estatal do governo da China, para limpar o setor financeiro online, que está crescendo rapidamente e tem pouca regulamentação, o que está causando crescentes riscos financeiros e potencial agitação social.

(Por Shu Zhang e Nick Heath)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos