Terremoto na Itália afeta até cemitérios de região atingida

SANT'ANGELO, Itália (Reuters) - O terremoto que causou um desastre em um conjunto de comunidades montanhosas no centro da Itália nesta semana não poupou nem mesmo os mortos.

O pequeno cemitério localizado fora da vila de Sant'Angelo, que fica acima da cidade devastada de Amatrice, foi danificado pelos tremores violentos que vêm assolando a área desde quarta-feira.

Passando o carvalho de 600 anos que guarda a entrada do cemitério, metade das tumbas familiares perdeu as superfícies de mármore, e uma ficou completamente destruída.

Alguns dos caixões de madeira embutida ainda estão em seus nichos, mas outros estão expostos sobre pilhas de detritos.

Tendo os montes apeninos como pano de fundo, uma estátua da Virgem Maria se mantém de pé dentro de uma capela, mas coberta de pó. A parede às suas costas desabou por inteiro.

Giancarla, de 50 anos, mora em Roma, mas visita a localidade no verão com sua família e sua irmã Vittoria.

"Há no máximo 150 pessoas aqui no verão, e só algumas famílias no inverno", diz. "Mas as pessoas que vêm aqui são muito apegadas a esta cidade. Somos todos amigos, todos se conhecem."

A antiga comunidade de Sant'Angelo costumava depender da agricultura, mas hoje a maioria de suas casas está vazia e é usada durante as férias por gerações mais novas das famílias que viveram na área durante centenas de anos.

(Por Steve Scherer)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos