Merkel subestimou desafio de integrar imigrantes, diz vice-chanceler alemão

BERLIM (Reuters) - O vice-chanceler alemão, Sigmar Gabriel, disse em uma entrevista no sábado que os conservadores do partido da chanceler Angela Merkel subestimaram o desafio da integração do número recorde de imigrantes que chegaram ao país.

Gabriel também é ministro da Economia e líder do Partido Social Democrata (SPD) – parceiro da coalizão do governo Merkel -, e seus comentários surgem no momento em que se começa a mobilizar a campanha para a eleição nacional do ano que vem e para as eleições regionais em Berlim e no estado de Mecklenburg-Vorpommern, no sudeste do país.

Centenas de milhares de imigrantes foram para a Alemanha no ano passado, vindos de Oriente Médio, África e outras partes do mundo. As preocupações sobre como integrá-los à sociedade alemã e ao mercado de trabalho chegaram agora a um ápice, e o apoio ao partido anti-imigração Alternativa para a Alemanha (AfD) tem crescido.

"Eu, nós sempre dissemos que é inconcebível para a Alemanha receber um milhão de pessoas todo ano", disse Gabriel em trechos da entrevistas para a emissora ZDF divulgados neste sábado.

O diretor do órgão federal alemão para imigrantes e refugiados disse ao jornal Bild am Sonntag que a Alemanha recebeu menos de um milhão de migrantes no ano passado, e que o país deve esperar a chegada de no máximo 300 mil refugiados neste ano.

Em uma entrevista coletiva neste domingo, Gabriel disse que "há um teto limite para a capacidade de integração do país".

Ele disse que a Alemanha possui 300 mil novas crianças matriculadas em escolas devido à entrada de imigrantes, acrescentando que o país não tem capacidade de integrar tantas crianças ao sistema escolar por não haver professores suficientes.

(Reportagem de Michelle Martin)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos