China investiga acordo de Uber e Didi por preocupações com defesa da concorrência

XANGAI (Reuters) - O Ministério do Comércio da China está investigando a planejada aquisição da empresa da unidade chinesa do Uber pela empresa de transporte urbano por aplicativo Didi Chuxing, afirmou um porta-voz da pasta nesta sexta-feira.

Shen Danyang afirmou a jornalistas que o Ministério quer proteger a concorrência e os interesses dos consumidores sob o acordo, que vai criar uma empresa dominante no mercado do país.

Representantes do Uber não puderam ser contatados para comentar o assunto. Uma porta-voz da Didi afirmou que a empresa "está se comunicando com as autoridades".

Não ficou claro como a investigação pdoerá afetar a planejada aquisição e integração da unidade chinesa do Uber. As empresas já são as duas maiores do setor no país, com a Didi afirmando que detém 87 por cento do mercado chinês.

(Por Brenda Goh e Adam Jourdan)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos