Temer diz que decisão do Senado de manter direitos políticos de Dilma é "pequeno embaraço"

XANGAI (Reuters) - O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira que a decisão do Senado de preservar os direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff após cassar o mandado da petista em julgamento de impeachment é um "pequeno" embaraço, e minimizou a importância do fato para a estabilidade do governo.

Temer fez a declaração em entrevista a jornalistas durante um encontro empresarial em Xangai, depois de chegar à China para participar de uma reunião de cúpula do G20 em Hangzhou, em sua primeira viagem internacional desde que assumiu a Presidência da República.

(Reportagem de Adam Jourdan em Xangai e Elzio Barreto em Hong Kong)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos