Premiê britânica diz que relações entre Reino Unido e China vivem "era de ouro"

LONDRES (Reuters) - A primeira-ministra britânica, Theresa May, disse que as relações sino-britânicas estavam em uma "era de ouro", mas não fez qualquer menção à suspensão de um acordo, com capital parcialmente chinês, da estação de energia nuclear.

O tema será prioritário na agenda de seu encontro com o presidente da China, Xi Jinping, em uma reunião do G20 na segunda-feira.

Em julho, Theresa May adiou os planos para a construção da primeira nova central nuclear britânica em 20 anos, dizendo que queria rever o projeto de 18 bilhões de libras, um terço dos quais estavam sendo financiados por investidores chineses.

Jornais disseram que ela estava preocupada com as possíveis implicações do acordo, embora nenhuma razão específica oficial tenha sido dada.

Falando ao partir para a reunião do G20, May disse: "Esta é uma época de ouro para as relações entre Reino Unido e China e uma das coisas que eu farei no G20 é, obviamente, falar com o presidente Xi sobre como podemos desenvolver a parceria estratégica que temos entre o Reino Unido e a China."

(Por William James)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos