Obama diz que sanções contra Coreia do Norte precisam ser implementadas

VIENTIANE (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, fez um apelo nesta terça-feira pela implementação total das sanções contra a Coreia do Norte, um dia após os norte-coreanos terem disparado mísseis balísticos no mar, e acrescentou que os EUA não têm interesse em adotar uma abordagem agressiva contra Pyongyang.

Falando após um encontro no Laos com a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, Obama disse que o lançamento dos mísseis, ocorrido durante a reunião de cúpula do G20 na China, demonstrou a ameaça representada pela Coreia do Norte.

Os Estados Unidos, disse Obama, demonstrarão apoio "firme" a seus aliados. Para ele, as provocações da Coreia do Norte só levarão a um isolamento ainda maior do país.

Park, por sua vez, disse que a Coreia do Sul responderá de forma resoluta a qualquer provocação do Norte, e reiterou o pedido de Obama pela aplicação de sanções, acrescentando que a China tem um papel a desempenhar para essa implementação.

(Reportagem de Roberta Rampton)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos