Premiê da Escócia diz que vai encaminhar legislação para referendo de independência

EDIMBURGO (Reuters) - O governo da Escócia irá começar a preparar a legislação necessária para um novo referendo sobre a independência do Reino Unido caso seja necessária, disse a primeira-ministra escocesa, Nicola Sturgeon, ao parlamento do país nesta terça-feira.

Na semana passada, Sturgeon disse que seu partido iria iniciar uma pesquisa para avaliar o apoio à separação, questionando pelo menos 2 milhões de escoceses, enquanto o Reino Unido negocia sua desfiliação da União Europeia.

    O projeto de lei estará pronto para uma apresentação "imediata" se ficar claro que existe apoio suficiente do eleitorado à independência escocesa, explicou Sturgeon, sem mencionar um cronograma.

As pesquisas de voto indicam que uma ligeira maioria ainda prefere continuar a ser parte do Reino Unido, embora muitos escoceses estejam insatisfeitos em deixar a UE porque a própria Escócia votou pela permanência.

    "Iremos fazer uma consulta sobre o rascunho de um projeto de lei para um referendo para que esteja pronto para apresentação imediata se concluirmos que a independência é a melhor ou a única maneira de proteger a Escócia", disse a premiê ao parlamento.

(Por Elisabeth O'Leary)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos